ÁREA DE CLIENTES

Use um Login e Senha válidos para ter acesso à Área de Clientes

Registo | Recuperar Senha

Higiene e Sanidade Apícola

 
 

Higiene e Sanidade Apícola  

   
 

A prática da apicultura deve incluir cuidados especiais por parte do apicultor na zona da exploração, nas colmeias e abelhas.

Se tiver suspeitas de alguma doença, infecção ou anormalidade sanitária no seu apiário, contacte a Lousamel de imediato.

A limpeza das áreas

- Limpeza de matos para controlo de pragas e prevenção de incêndios.

- Revolver a terra à volta do apiário para controlo de pragas, que completam o seu ciclo no solo (ex. coleópteros).

- Limpeza do apiário que facilita a detecção de abelhas mortas e moribundas nas imediações das colmeias.

- Uso de isoladores de forma a controlar insectos rastejantes.

- Fontes de água nas imediações para prevenção de incêndios; certifique-se que a água é potável e que tem pontos onde as abelhas possam pousar para beber.

- Bases de alvenaria nas colmeias que ajudam também no controlo de pragas e humidades.

- Poda de árvores de folha persistente (atenção às espécies protegidas) que possam causar ensombramento excessivo de Inverno; prefira árvores de folha caduca. É essencial para o controlo de humidades.

- Certifique-se que o terreno tem declive suficiente para a escorrência de águas pluviais.


A Higiene do Equipamento

- Material de madeira (alças, quadros, etc.) deve raspar, lavar e chamejar

- Material de metal: deve limpar com álcool, chamejar e ferver

- A pintura das colmeias deve ser em cores claras (que evitam a deriva das abelhas), com tinta lavável e não tóxica para as abelhas.

- Deve armazenar as ceras de modo a evitar ataques de traça; ex. separar alças com quadros com folhas de jornal, congelar quadros, pendurar os quadros de modo a não ficarem encostados, etc.

- O material limpo deve ser armazenado em locais onde não haja acesso por parte das abelhas.



- A Higiene e Segurança do Pessoal

- Use sempre o equipamento de protecção que deve ser de cores claras: Fato-macaco, luvas e botas

- Evite usar aromas intensos que possam estimular a agressividade das abelhas

- Desinfecte sempre as luvas com álcool, de apiário para apiário, ou no mesmo apiário se houver alguma suspeita de infecção

- O equipamento do apicultor deve ser lavado com água e lixívia e seco ao sol

- Nas visitas ao apiário, evite ir sozinho. Se tal acontecer, é conveniente o uso do telemóvel, tendo sempre disponível o número dos bombeiros e emergência médica.

- Não se esqueça que mesmo não sendo alérgico ao veneno da abelha, em determinadas alturas, o organismo pode desenvolver reacções inesperadas a esta substância



A Profilaxia Apícola

- Não há tratamentos preventivos eficazes contra as doenças das abelhas porque elas não se tornam imunes aos agentes patogénicos.

A prevenção é uma das armas mais importantes na luta contra as doenças.

- Verifique o estado sanitário das colmeias periodicamente; realização de análises semestrais.

- Renove 2 a 3 quadros do ninho por ano.

- Realize os tratamentos da luta contra a Varroose nas devidas épocas e seguindo as recomendações da sua utilização (depois da cresta e antes do início da recolha de néctar).

- Em caso de suspeita de doença recolha uma amostra de quadro com criação e abelhas para análise, recorra ao técnico da Lousamel, que o auxiliará nos devidos procedimentos.

- Mantenha sempre as colónias fortes e bem alimentadas: vale mais uma colónia forte do que duas fracas.

- Mantenha o equipamento devidamente higienizado.